Pular para o conteúdo principal

Postagens

Você sabe com o que eu trabalho?

Então vou contar para começar um ano mais esclarecido. Eu trabalho com técnicas terapêuticas que possibilitam um redescobrimento de si mesmo. Desenvolvimento humano é um interesse que busco abordar em diversas linguagens. Assim, além de trabalhar com massagem, terapia corporal, terapia floral e astrologia, incluí a antroposofia no meu repertório, com a formação em aconselhamento biográfico. Essas linguagens ficam a disposição de acordo com a necessidade de cada um.  Na busca por autoconhecimento, as vezes, nos deparamos com uma dor esquisita e uma massagem, um bom diálogo e algumas gotas de florais podem ser a orientação necessária para lidar melhor com o que causou a dor. Outras vezes, a busca por uma orientação e sintonização pode levar a conhecer seu mapa natal ou anual. Rodas de conversa e 'workshops' também estão no meu 'cardápio' sempre com o intuito de disponibilizar meu conhecimento à serviço do auto conhecimento.  E em todas essas vertentes, a sua história se…
Postagens recentes

o quê termina?

A vida segue um dia atrás do outro.  Trezentos e sessenta e cinco dias? Não. Muito mais do que isso, se você está aqui lendo estas palavras. A vida acontece enquanto um dia acaba e outro começa,                              enquanto um ano acaba e outro começa. E quando percebemos que algo termina?  Como saber exatamente quando a tarde se encerra e começa a noite, além daquele horário preciso, que nos informa o momento exato do nascer do sol e o por do sol?! Interessante que ninguém diz o morrer do sol quando ele desaparece, já que diz o nascer do sol quando ele aparece!  Penso que, aqui, haja o demonstrativo de uma sabedoria incontestável:  o sol, astro rei, doador da luz e calor não morre. Ele se põe.Logo, o dia não termina, se transforma em outra coisa, a que chamamos de noite. Então, o quê termina?  Termina aquilo que determinamos. Mesmo que as vezes, sem nenhuma convicção. E, seria bom desconfiar quando temos convicção demais sobre aquilo que determinamos que termina. Já que deTerminar …

Cabeça e Cauda do Dragão, desafios representados no mapa astral

Na astrologia temos os Nódulos Lunares representando um fio tenso entre o que vem do passado e o que vai para o futuro, para onde devemos seguir, o caminho do crescimento.  Os Nódulos Lunares são conhecidos também como  Cabeça e  Cauda do Dragão e estão sempre em signos opostos, deflagrando um conflito entre polaridades.  Nosso desafio é sair da Cauda e chegar na Cabeça. É assim que domamos o dragão. Para extrair todas as informações temos que considerar: casa, signo, elemento e aspectos desses Nódulos. Porém, uma dica para considerar de bate e pronto, pode ser dada pelos elementos em que se encontram. Considerando que a Cauda do Dragão esteja em terra e a Cabeça em água, por exemplo, pode-se supor que  a pessoa já desenvolveu bem as qualidades práticas, produtivas e explorou seus sentidos, precisando agora se dedicar mais aos seus sentimentos, ao desenvolvimento de sua sensibilidade e percepções. Como tudo no mapa astral, são dicas de potencialidades a serem reconhecidas e desenvolv…

Onde está o manual?

Quantas vezes você já se deparou com a pergunta: Onde colocaram o manual para eu saber como lidar com isso?!
Pois é... não temos manual nem receitas para lidar com as situações da vida vivida a cada dia, ainda mais no âmbito dos relacionamentos e principalmente na relação entre pais e filhos, onde tantas coisas nos surpreende e mobiliza, numa velocidade acelerada.
E embora não haja manual, existem algumas boas teorias e filosofias interessantes orientando sobre as fases da vida. Uma delas está fundamentada na antroposofia, através das leis biográficas.
Essas leis indicam os acontecimentos pertinentes a cada período da vida e, pode-se dizer, fornece um mapeamento para reconhecer o que priorizar e o que evitar para conduzir o processo da educação de uma maneira mais consciente.
Ter conhecimento das leis biográficas evita problemas? Não. Mas permite reconhecer o problema numa dimensão mais abrangente e no singular.

Questões das 12 casas astrológicas

Como a  astrologia serve ao auto conhecimento, venho apresentar algumas das questões relacionadas a cada uma das casas da mandala astrológica. Mesmo que mais nada se conheça, apenas estas perguntas já poderiam (inversamente) mapear um tanto de si mesmo.
Reflita sobre essas perguntas. São simples. Exercite responder cada uma delas, sem pressa. Uma por dia. De preferência, escreva. E ao final dos doze dias, você terá percorrido alguns passos nesse caminho de auto reconhecimento. 
Eis algumas das perguntas evocadas de cada âmbito representado pelas casas astrológicas:

casa 1 - como me apresento? casa 2 -  como me valorizo? casa 3 - como me comunico ?  casa 4 - como me estabeleço ? casa 5 -  como dou de mim para criar algo? (seja relacionamento, prazer, diversão, arte, filhos)  casa 6 - como me organizo? como desenvolvo minhas habilidades ? casa 7 - como me relaciono ? casa 8 - como me transformo? casa 9 - como compreendo ? casa 10 - como me estruturo ? casa 11 - como me socializo? cas…

'Círculo Eranos': o outro e eu

O 'Circulo Eranos', fundado em 1933, em Ascona, Suíça, é um local onde pensadores e intelectuais podiam expor suas concepções e conviver durante alguns dias, debatendo idéias e conceitos, a partir de um tema inicial proposto, através do qual cada disciplina (psicologia, história, biologia, teologia, física, arqueologia, entre outras) fazia sua contribuição ampliando pensamento e conhecimento de todos os envolvidos. Foi fundado por Olga Froebe-Kapteyn, e teve como influência determinante a presença e o pensamento de Carl Gustav Jung. Essa iniciativa, vem contrariar a tendência da época, quando passava a vigorar um estreitamento de visão. Nesse mesmo ano, ocorre a represália a disseminação do conhecimento, como exemplo o da psicanálise, quando foram queimados os livros de Freud. Enquanto movimento, Eranos representou uma pequena chama luzindo na escuridão de uma época, e tem especial importância na formação de pensamento que inclui diferenças e busca aliar opostos. Com a liberd…

Convite Micaélico

Nesta época, especialmente, faço o convite para desembainhar e empunhar  a coragem para  enfrentar os monstros que conhecemos de perto. Bem perto. Tão perto que até adentram nosso ser. E, que numa fração de segundo são capazes de assumir o controle.
29 de Setembro é a data para celebrar a força micaélica, a força que impulsiona a coragem e a consciência para a verdade. Desperte a coragem que há em você. Tenha a coragem de ser você!